O boxe como metáfora da nação: Belarmino (Fernando Lopes, Portugal, 1964)

Victor Andrade de Melo

Resumo


Belarmino, lançado em 1964 e dirigido por Fernando Lopes, é um dos primeiros filmes do Novo Cinema português. É posição corrente entre vários pesquisadores que a película se refere menos à trajetória de um pugilista (Belarmino Fragoso) do que à cidade de Lisboa. De toda forma, podemos perguntar: por que o cineasta escolheu a vida de um boxeador como uma metáfora da situação da capital e da própria nação? Como o pugilismo foi mobilizado, do ponto de vista do conteúdo e da forma, no âmbito das suas intenções? Este artigo objetiva discutir como o boxe foi tratado nesse que é considerado um dos mais importantes filmes de Portugal. Para alcance desse propósito, tive em conta as reflexões de Burke (2004), a perspectiva de T. J. Clark (2004) e o modelo de análise/interpretação proposto por Melo (2009).

Palavras-chave


boxe; Portugal; cinema.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/antropolitica2011.0i31.a91

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
';