O Portugal que é tudo em si: experiências de estranhamento e compreensão da brasilidade e da lusofonia

Ana Paula Mendes de Miranda

Resumo


As experiências relacionadas à pesquisa de campo e a vivência em Lisboa possibilitaram perceber diferenças identitárias que indicam a inexistência de uma língua única entre brasileiros e portugueses, suscitando ainda observações acerca das representações recíprocas, marcadas por imagens sobre o que é a brasilidade e a lusofonia. O ensaio também aponta algumas questões sobre os limites e as possibilidades no uso da comparação no trabalho antropológico.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/antropolitica2011.0i31.a95

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
';