DEZEM, Rogério. Matizes do amarelo: a gênese dos discursos sobre os orientais no Brasil (1878- 1908). São Paulo: Associação Editorial Humanitas, 2005. 312p.

Marcelo Silva Araujo

Resumo


O livro de Rogério Dezem é uma dessas obras que alimenta um tema desde há muito discutido em razão de sua importância para a constituição de nossa história. Seu diferencial, entretanto, é que ele ilumina sua gênese, isto é, centra-se no processo de formação da imagem estigmatizante dos orientais no Brasil, durante os debates sobre imigração que envolveram políticos, intelectuais e a elite econômica do século XIX imperial, para substituir o braço escravo. Este foco de pesquisa na questão da estigmatização, penso, aproxima a obra de um viés antropológico, na medida em que as imagens sociais forjadas sobre estes imigrantes passam a corporificar práticas e atitudes que pavimentam o lugar do oriental tanto no pensamento social e acadêmico brasileiro quanto junto ao público em geral, reprodutor das elaborações conceituais sobre aqueles.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/antropolitica2011.0i31.a96

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
';